email: comercial@zancollor.com.br

Ícone Facebook Ícone Instagram Ícone Linkedin
VOLTAR

 • 

5 minutos de leitura.

Como escolher o masterbatch para seu projeto?

Autor:
Zan Collor

Publicado em
29/10/2021

O masterbatch pode ser a opção ideal para diversos projetos. Saiba mais sobre sua aplicabilidade e diferenciais.

 

Entre as opções do mercado, é natural haver dúvidas na hora de escolher o pigmento ideal para o plástico. Nesse contexto, é importante conhecer mais sobre o masterbatch, uma das opções mais versáteis para esse fim. Um masterbatch é um composto de resina plástica combinado com diferentes produtos, sendo esses pigmentos, corantes, aditivos, cargas minerais, entre outros.

Ele tem por objetivo auxiliar na aplicação final, e o processo requer desde boa dispersabilidade dos pigmentos até a boa homogeneização dos produtos. O masterbatch tem a capacidade de gerar desde peças com melhor processabilidade até aquelas mais resistentes.

Os principais tipos de masterbatch utilizados no mercado são os brancos, pretos, os de aditivos, composto de carga e os coloridos. Não é muito difícil escolher o pigmento ideal para o plástico com o uso dos masterbatches, pois eles possuem excelente poder tintorial, boa dispersão, adequada homogeneização e resistência à migração. Além disso, têm boas propriedades mecânicas e resistência ao rasgamento.

Vale salientar que, ao ser combinado com aditivos, o masterbatch oferece benefícios extras, como proteção à radiação ultravioleta, estabilidade térmica, resistência à propagação de chamas, efeito bactericida, dissipação de calor e condutividade elétrica e térmica.

 

Como escolher o pigmento ideal para o plástico: masterbatch e a personalização de peças

A personalização de produtos se torna possível devido ao contexto de processabilidade que o masterbatch oferece, mas sem que seja feito um processo intermediário, não é possível o uso de determinados produtos. Por outro lado, a combinação de produtos sinergéticos permite melhores resultados de desempenho do produto final.

Ainda há o exemplo dos masterbatches líquidos, que consistem em uma mistura personalizada de aditivos e pigmentos dispersos em um veículo líquido, escolhido de modo a assegurar compatibilidade com o polímero de uso final. Eles são uma excelente opção quando o assunto são cores transparentes ou translúcidas, peças com paredes muito espessas e clientes cujas operações envolvam várias mudanças de cor por turno.

Cabe salientar que os masterbatches são a melhor opção quando é necessário escolher o pigmento ideal para o plástico que seja sensível ao calor. Os masterbatches líquidos podem ser formulados para melhorar as propriedades de fluxo do polímero, com menos tempo de enchimento e menor ciclo de injeção de molde, assim como melhor rendimento de extrusão e baixa velocidade do parafuso.

Fonte: https://mundodoplastico.plasticobrasil.com.br/