email: comercial@zancollor.com.br

Ícone Facebook Ícone Instagram Ícone Linkedin
VOLTAR

 • 

4 minutos de leitura.

Tendências atuais de economia circular na cadeia do plástico

Autor:
Zan Collor

Publicado em
27/05/2022

As tendências atuais dentro da economia circular colocam tanto as empresas conscientes quanto o planeta à frente de uma missão sustentável coletiva. Projetar para a reciclabilidade e criar produtos inovadores com bases sustentáveis e circulares são, e deveriam ser, uma prioridade agora e no futuro.

Continuamos a observar uma demanda crescente dos fabricantes de embalagens e de seus clientes por soluções mais comercialmente e ambientalmente viáveis. Os produtos circulares estão se tornando mais amplamente adotados por muitas indústrias e marcas globais conforme a ênfase no meio ambiente se torna um pilar crucial para as empresas sustentáveis. O poder da sustentabilidade não deve ser subestimado, conforme os negócios continuam inovando em busca de um futuro sustentável capaz de apoiar a saúde, as empresas conscientes, as pessoas e a proteção do planeta.

O mercado de economia circular chegou para ficar. Conforme as empresas e consumidores continuam a adotar práticas e hábitos de consumo que reduzem resíduos desnecessários e emissões, também se observa um crescimento econômico.

Nós estabelecemos o processo de formulação de uma estratégia climática holística que colocará a SABIC no caminho da neutralidade de carbono. Nossa estratégia vai incluir diversos componentes dando ênfase ao framework da Economia Circular de Carbono (CCE), em conformidade com os 4 “R”: Reduzir, Reutilizar, Reciclar e Remover.

Os produtos que integram as soluções SABIC TRUCIRCLE™ agem como uma ponte para que a cadeia de valor evolua da economia linear para a circular. A busca por uma economia circular inspira a SABIC a adaptar seus processos ao uso de matérias-primas renováveis e recicladas, bem como a criar produtos a partir de soluções duráveis e recicláveis para nossos clientes.

Entendemos que as soluções sustentáveis impactam positivamente a vida das pessoas em maneiras que frequentemente passam despercebidas, embora estejam construindo valor de sustentabilidade. Nunca foi tão importante preparar as sociedades para o futuro, e seguirá sendo, conforme a sustentabilidade vá se tornando parte intrínseca da nossa cadeia de valor. Adicionalmente, as companhias precisam adotar modelos de negócios de economia circular para se manterem competitivas, destacando-se daquelas que permanecerem relutantes em abraçar estes avanços.

Cito aqui um exemplo: recentemente a SABIC firmou parceria com a HHI, empresa baseada na Malásia, para criar polímeros circulares certificados* produzidos por meio da reciclagem avançada de plásticos usados e mistos em situação de risco de poluírem oceanos. As poliolefinas circulares certificadas do portfólio SABIC TRUCIRCLE™, também produzidas a partir de plásticos em situação de risco de atingirem oceanos, serão usadas pelos clientes para a fabricação de novos produtos nos próximos meses.

Os polímeros circulares certificados da SABIC e as poliolefinas passaram por aprovação da International Sustainability and Carbon Certification (ISCCPLUS).

Na SABIC reconhecemos a importância da transição de uma economia linear para circular, onde o valor do plástico se mantém dentro da cadeia de valor dos materiais, e os recursos naturais são usados de forma consciente.

Nesse sentido, a reciclagem avançada é um elemento crucial da estratégia de economia circular da SABIC. Embora ainda esteja em estágio de adoção, a reciclagem avançada é a principal opção para plásticos de difícil reciclagem e isso vai melhorar o valor e a demanda por plásticos reciclados em toda a indústria. O objetivo é capturar tipos de plástico que tradicionalmente não podem ser reciclados.

 

Os desafios e benefícios da economia circular

O desafio principal para avançar a economia circular é uma mudança fundamental de cultura entre os consumidores e as empresas, necessária para fazer a transição acontecer. Atualmente há uma significativa falta de infraestrutura necessária para coletar e fornecer matérias-primas para os processos circulares em grande escala. Desenvolver a infraestrutura vai demandar grandes investimentos por toda a cadeia de valor, e incentivos públicos provavelmente serão necessários.

Novos modelos de negócios, incluindo colaborações e parcerias por meio de toda a cadeia de valor também serão necessários para guiar o processo de desenvolvimento de novas tecnologias e proporcionar a adoção mais abrangente de uma economia circular. Os benefícios incomparáveis desses avanços serão indiscutíveis e reconhecidos nos anos futuros.

Por meio de parceiros de confiança para um crescimento inclusivo e sustentável, essas soluções formatarão o futuro das sociedades que se deparam com megatendências ameaçando a vida de perspectivas sociais, econômicas e ambientais. Além disso, ao adotar um uso mais eficiente de recursos e redução de energia em nossas operações, somos capazes de reduzir os dejetos e outras perdas de sub-produtos, que são questões valiosas na direção de um futuro sustentável.

Fonte: https://plasticonews.org/